Rosa Silvestre

Rosa Silvestre
Rosa... com espinhos, silvestre,
Selvagem mesmo, serão silvas?
Espinhos fortes, quase impiedosos,
Arranham e ferem

Mas floresce, e como floresce,
Não pode ser silva ou pelo menos
Por agora, já não lhe sinto os espinhos.
Haverá rosas silvestres?

Claro que há, e a sua beleza é pura,
Natureza em bruto,
Indomável e cativante.

facebook Twitter Google + Pin It Delicious Tumblr

Mais Poemas